Existe atualmente uma inflação de diplomas, onde o número de diplomas de
primeira classe aumentou. Isso tem causado dúvidas na mente dos
empregadores quanto ao valor do diploma e, mesmo agora, muitas empresas
estão começando a desvalorizar um diploma em seu processo de recrutamento.
Se a ênfase é mudar de COMO para POR QUE, então os diplomas serão mesmo
necessários? Então faz sentido dar um certificado ou diploma declarando que o
portador sabe como viver? Como se credenciaria tal processo? O sucesso do
novo ensinamento é que ele cumpre seu propósito e o receptor tem uma vida útil
e com propósito.
O papel de uma nova universidade deve se aproximar do conceito moderno. Seu
objetivo será principalmente satisfazer as necessidades da comunidade local,
contribuindo para a economia nacional. Seu objetivo de ensino será fornecer um
propósito para a vida das pessoas que têm muito mais tempo de lazer do que
agora. A ênfase será no processo e não nos resultados artificialmente
planejados. Estará mais próximo do modelo sintetizando artes, ciência e
tecnologia. A mente não é um vaso a ser preenchido, mas um fogo a ser aceso.
Plutarco 45 d.C. http://unoeste.br/graduacao/medicina